Buscar
  • Walter Moura

Resistir ou Adaptar?

Atualizado: 26 de Mai de 2020

Tem algo diferente acontecendo no mundo, qual a minha postura: Resistir ou adaptar?

Há basicamente duas semanas comecei a assistir as missas diariamente às 7 horas da manhã na Canção Nova. Hoje, durante a homilia o padre nos provocava a mantermo-nos fieis, sem desanimar. Ele também falou sobre fidelidade e sobre fazer o que está ao nosso alcance, sem burlar as orientações, porém aproveitar para adorar mais e ser mais intimo de Deus.


Isso me chamou atenção para algumas coisas que gostaria de partilhar com vocês.


O mundo mudou!

Primeiro, o mundo está mudando! Nós estamos sendo impulsionados para uma era tecnológica forçadamente. Aqueles que resistirem ficarão para trás. Você pode estar pensando que é só esperar mais um pouquinho que já vai passar e tudo voltará para o lugar, mas não se engane, esse é um processo evolutivo, então não resista, evolua. Agora é necessário aprender a se comunicar pela escrita do Whatsapp, por vídeos de stories, usar redes sociais fazer e reuniões online.


“Mas, Walter, eu sou das antigas”. Sinto te dizer que agora não tem mais das antigas, tem os que se adaptaram e os que não. Teremos encontros presenciais, claro que sim. Porém, não mais somente presenciais, também teremos os online, os ensinos a distância e por ai vai. Imagina a benção que é poder ter numa mesma reunião feita em São Paulo uma irmã que está na Inglaterra. Imagina que agora temos a oportunidade de evangelizar lá também, a outras pessoas que ela conheceu e se interessaram a aprender com seu testemunho.


Opa, pera ai. Quer dizer que não tivemos coisas apenas ruins com tudo isso? Temos a oportunidade de encontrar todos os “Cristos Libertadores” espalhados pelo mundo! Uau, esse Deus é magnifico mesmo. Sabemos que uma pessoa precisa exercitar seu carisma especifico para ser feliz. Mas como isso aconteceria se a comunicação online não estivesse sendo realizada? Ou será que você acha que alguém morando em outro país não tem o chamado a ser o sinal da Verdade e da Liberdade do Cristo?


Preciso dar Testemunho

Segundo, é preciso que agora (mais do que nunca) sejamos testemunhos. Há muito tempo escuto que precisamos inovar na evangelização, encontrar técnicas mais eficazes de pregar, catequisar ou até eventos mais maneiros. A verdade é que precisamos encontrar maneiras melhores de testemunhar nossa fé e a ação de Deus em nossa vida. O testemunho é a chave de tudo. É com testemunho que abrimos a porta do coração do ouvinte para a entrada do Cristo.


Ai encontramos com um grande dilema. Estamos prontos para nos expor nas redes sociais e falar o que Deus tem feito em nossas vidas? Estamos dispostos a sermos rejeitados por sermos profetas? Como estamos aproveitando a oportunidade de transformação desse período de quarentena? Fico apenas murmurando porque não posso encontrar meus irmãos ou porque tive que fazer um retiro online?


Até quando vamos ficar olhando para aquilo que perdemos e deixar de ver o que estamos ganhando. A única coisa que precisamos lamentar são as vidas que não poderão seguir nesse novo mundo. Infelizmente, nem todos estão tendo a oportunidade de seguir conosco. Não importa se eu conheço seus nomes, nem se já estavam fadados à morte. Se somos imitadores de Cristo, toda vida é importante para nós e devemos lutar por cada ovelha até o fim, mesmo que isso nos afaste temporariamente da rotina religiosa.


Acrescento ainda que esse não é o momento de deitarmos em posição fetal e reclamarmos de como o mundo ou o governo é injusto. Esse é o momento de aprendermos a ESPERAR, a obter a virtude da paciência. Assim, esperando de prontidão, esperando de pé, esperando em silêncio até que chegue o momento de fazermos algo.


Caminho de Santificação

Terceiro, chegou a hora de separar o joio do trigo. Nesse período diferenciado que estamos vivendo, irão se revelar aqueles que realmente desejam buscar uma vida de santificação. Aos meus olhos, nesse momento, isso se revelará por duas vias. O aprendizado da obediência e o combate da soberba.


Obediência

A Igreja há milhares de anos nos ensina a obedecer seus ensinamentos. Alguns deles ela nos concede a graça de explicar o porquê devem ser vividos, outros ela apenas diz: “Obedeça.”. Se você for uma criatura teimosa como eu, deve se sentir inconformado com esse comando. Pois bem, depois de “tomar muito na cabeça” eu comecei a entender que algumas coisas eu não devo pedir explicação, somente obedecer. Alguns chamam isso de obediência cega, e admito, eu odeio essa expressão. Mas apesar de odiá-la, eu entendi que é preciso vivê-la. A cada dia eu entendo mais que Deus não tem que me dar explicações, eu preciso seguir seus comandos e colherei frutos inimagináveis com isso.


Então, novamente vos pergunto? Você está tentando aprender a ser obediente? Segue os comandos que são apenas favoráveis ao que você pensa que é bom? Você só é obediente a Igreja ou também as leis dos homens? Para se chegar ao céu é preciso aprender a obedecer sem entender. E eu diria que essa é uma das mais duras lições da vida.


Soberba

Agora, entramos em outra via de santificação. O combate pelos pecados, em especial o pecado da soberba. Esse é o pecado que te faz sentir especial, diferente, único, merecedor de mais que os outros. A soberba é essa que faz você se sentir mais inteligente que os médicos, que a OMS, que os governantes, que os bispos e padres, etc. Quando eu tomo a decisão de não obedecer às orientações maiores que eu, de pessoas que sabem mais do que eu, eu estou pecando pela soberba. Sempre quero encontrar brechas ou então me aliar a pensamentos diferenciados para justificar minha atitude, também estou pecando. Reclamo dos métodos adotados mundialmente ou emito opiniões sem ter todas as informações, isso também é soberba.


E se você chegou até aqui, já quero pedir perdão a você pelas duras palavras que saem de minha boca, sendo que ainda não vivencio tudo que falo. Provavelmente escrevo isso, impelido pela comunhão espiritual que acabei de vivenciar na missa, para mim mesmo. Eu não quero ensinar vocês a como viver, eu quero aprender a ser melhor, e escrever esse texto fez isso. Oro a Deus nesse momento que gere o mesmo fruto em você que está gerando em mim enquanto seguro as lagrimas para continuar a escrever.


Oração

Oremos:

“Senhor Jesus, nos auxilie nesse momento de contrição de coração. Envia o Espírito Santo para me ensinar a me adaptar a nova realidade mundial e fazer de mim um profeta do mundo moderno. Peço-te também que derrame sua misericórdia e me de a oportunidade de ser uma pessoa melhor daqui pra frente. Amém!”


#DicaFormativa

Se você está com muitas dificuldades para essa jornada, procure orientadores espirituais, psicólogos ou terapeutas para que te ajudem. Pedir ajuda não é vergonhoso!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

(27) 99639-1605

Walter Moura | CPF: 114.402.537-06 | Rua Dr. Candido Espinheira, 540 - SP

©2020 por Walter Moura - Parapsicólogo Clínico. Orgulhosamente criado com Wix.com